Categorias
Arquitetura Curiosidades Decoração

AS CORES NA ARQUITETURA: VERDE

Símbolo da vida, representa a natureza e a esperança. É a cor que o olho humano processa com mais facilidade comparado as outras, dependendo da sua tonalidade consegue transitar entre os tons quentes e em tons frios, se harmonizando com qualquer uma dessas paletas.

Sua etimologia vem do Latim viridis, possivelmente derivado de uma palavra que significa algo como “planta que cresce”, tendo em vista que é a cor mais predominante, do qual recobre o solo do planeta com uma infinidade de tons que aparecem nas gramas, nos arbustos e nas copas das árvores.

É a cor da camuflagem para alguns animais, como camaleões, bichos-folhas, cobras, onde a mesma estratégia é adotada por nós, nas vestimentas do exército brasileiro. Quando aparece nos alimentos pode ser rejeitada por algumas pessoas, mesmo estando sempre cheios de vitaminas e nutrientes. Na nossa sociedade geralmente sinaliza coisas boas, como o dinheiro [o saldo positivo], o “siga em frente” dos semáforos, além de simbologias religiosas, é a cor sagrada do islamismo, presente no manto e no turbante de Maomé. É complementar [oposta] ao vermelho, ou seja, juntas possuem o maior contraste visual do círculo cromático, é por isso que acaba sendo muito utilizada em roupas médicas, permitindo uma visão mais clara do sangue.

Camaleão-do-Iêmen [Chamaeleo calyptratus]
Salvando animais selvagens na “Zoohackathon” | ShareAmerica
Arara-militar [Ara militaris]
Bacia de feijão mungo e ervilhas e sementes de abóbora com vegetais tonificados verdes orgânicos crus. macro Foto Premium
Vegetais e leguminosas de tonalidade verde

Na psicologia, transmite tranquilidade e boas energias, representa a liberdade, a esperança e a renovação, mas também a imaturidade do jovem, muitas vezes está associada ao veneno, ao tóxico, ao radioativo. É claro que, tudo depende da forma que é utilizada, onde outros fatores externos e internos também ajudarão a construir essa atmosfera.

Quando se trata de arquitetura e decoração, precisamos lembrar das questões culturais e das intenções de quem projeta. Muitas vezes o verde está inserido de forma “natural”, pela utilização de plantas no projeto, mas quando é utilizada como ponto focal traz um contraste suave ao espaço comparado as outras cores.

Residência Brick Vault – Projeto por Space Popular [Santa Barbara – Espanha / 2020]
Fotografia: Mariela Apollonio
Apartamento Latino Coelho – Projeto por Manuel Cachão Tojal [Portugal / 2019]
Fotografia: Francisco Nogueira
Apartamento EB – Projeto por Juliana Garcia [São Paulo – Brasil / 2019]
Fotografia: Maíra Acayaba
Apartamento Karine Vilas Boas – Projeto por Julliana Camargo Arquitetos [Brasil / 2018]
Fotografia: Maíra Acayaba

Quando se torna o destaque do projeto e usada de forma mais vibrante, mais pura, em ambientes internos pode trazer uma atmosfera incomum, fazendo com que os nossos olhos que estão acostumados com o típico verde da paisagem, agora achem a cor um tanto quanto peculiar, fazendo o visitante prestar mais atenção em todos os detalhes.

Núcleo Verde – Projeto por AGi architects [Kuwait / 2015]
Bar Botanique Cafe Tropique – Projeto por Studio Modijefsky [Holanda / 2016]
Fotografia: Maarten Willemstein
Campus LEGO – Projeto por C.F. Møller Architects [Billund – Dinamarca / 2019]
Campus LEGO – Projeto por C.F. Møller Architects [Billund – Dinamarca / 2019]

Não devemos esquecer que todas as cores possuem uma enorme gama de variações cromáticas e com o verde não seria diferente. Utilizando tonalidades mais escuras, mais claras, ou até mesmo apasteladas, é possível conseguir resultados diferentes, indo desde algo mais sofisticado, até algo mais despojado.

Apartamento ARQ – Projeto por Sala2 Arquitetura [São Paulo – Brasil / 2019]
Fotografia: Evelyn Muller
Apartamento Sabará – Projeto por Ana Sawaia Arquitetura [São Paulo – Brasil / 2019]
Fotografia: Lufe Gomes
Casa VIVA – Projeto por Studio VRM [Brasília – Brasil / 2019]
Fotografia: Artur Dias
Feijão Verde – Projeto por Arctic Studio [Suécia / 2009]
Fotografia: Carl Ander
Apartamento 309 – Projeto por CoDA arquitetos [Brasília – Brasil / 2018]
Fotografia: Haruo Mikami
Apartamento Mirá – Projeto por Casa100 Arquitetura [São Paulo – Brasil / 2018]
Fotografia: Renato Navarro

Não se esqueça, esse post faz parte de uma série neste blog chamada: As Cores Na Arquitetura, onde além de informar, também é uma forma de nos expressarmos. Dizer a tod@s que somos uma empresa multicolorida, que acredita em todas as cores e em todas as formas de amor. Viva a diversidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.