Categorias
Arquitetura Cultura Curiosidades Decoração Engenharia Civil Entretenimento

O ESTILO ARQUITETÔNICO DOS MUSEUS DE SÃO PAULO: ECLÉTICO

Uma das maiores capitais brasileiras, São Paulo consegue contar boa parte da sua história através da arquitetura de suas edificações. Na chamada “Terra da Garoa” encontramos um pouco de tudo, um misto de culturas, que não se restringe apenas no urbanismo, é ainda mais expressivo quando observamos a população. Uma verdadeira explosão de diversidade.

Dentro da cidade encontramos vastas opções de museus e espaços culturais, cada um com suas características e construídos com inspirações, ou em períodos diferentes. Através disso, criamos uma “série” neste blog, fazendo uma viagem pelos estilos arquitetônicos encontrados em alguns pontos turísticos paulistanos.

Esse é o terceiro estilo arquitetônico da série, mas se você ainda não leu a primeira matéria, que fala sobre o estilo colonial, é só clicar aqui.

| E C L É T I C O |

O ecletismo é a mistura de estilos do passado que resultam em uma nova linguagem arquitetônica. É claro que sempre houve uma mescla entre os estilos durante a história da arquitetura, mas esse movimento, assumindo essa característica, surgiu apenas no século XIX.

As edificações podiam ter traços da arquitetura clássica, medieval, renascentista, barroca e neoclássica. Assim, o ecletismo se desenvolveu, e com ele uma íntima relação com a chamada arquitetura historicista, que buscava reviver a arquitetura antiga e gerou os estilos “neos” (neogótico, neorromânico, neorrenascença, neobarroco, neoclássico etc.).

TEATRO MUNICIAL DE SÃO PAULO
Imagem: Reprodução / Internet
TEATRO MUNICIAL DE SÃO PAULO
Imagem: Reprodução / Internet
TEATRO MUNICIAL DE SÃO PAULO
Imagem: Reprodução / Internet

No Brasil foi uma tendência dentro do chamado academicismo propagado pela Academia Imperial de Belas Artes e pela sua sucessora, a Escola Nacional de Belas Artes, ao longo do século XIX. Assim, o ensino arquitetônico acadêmico no Rio de Janeiro, que, inicialmente, privilegiou o neoclassicismo, mais tarde adotou o ecletismo de origem europeia. Em paralelo, surgiram instituições artísticas em outros lugares do Brasil também comprometidas com a arquitetura eclética, como o Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo.

Em São Paulo, o ecletismo arquitetônico teve, em Ramos de Azevedo, seu principal nome.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é edb1f6fb4e10c4864865e95e7d33b631-1024x683.jpg
CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL
Imagem: Divulgação / Internet
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 8246866fc62078e6d4ab9f6f8e07f79f-1024x1024.jpg
CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL
Imagem: Reprodução / Internet
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é chiraru-shiota-1024x721.jpg
CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL
Imagem: Reprodução / Internet
MERCADO MUNICIPAL DE SÃO PAULO
Imagem: Reprodução / Internet
MERCADO MUNICIPAL DE SÃO PAULO
Imagem: Reprodução / Internet
MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA
Imagem: Reprodução / Internet

É claro que fora de São Paulo existem diversas edificações ecléticas. Se você lembra, ou conhece alguma, compartilhe com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.